Marcas profundas que se formam em volta das pálpebras, as olheiras estampam o cansaço em nosso rosto, mas elas também podem surgir por muitas outras causas e, mesmo não causando desconforto físico, podem prejudicar nossa auto estima. Ainda bem que existem maneiras de como tratá-las e preveni-las!

Conheça os tipos de olheiras, truques simples para amenizá-las e tire suas dúvidas sobre o assunto!

-       O que são olheiras?

Aparecendo devido ao acúmulo de melanina e a congestão de vários vasos sanguíneos, como a pele das pálpebras e da região são mais finas, resultam num tom escurecido. Comum, elas podem surgir em qualquer fase da vida tanto de homens quanto de mulheres.

-       Tipos de olheiras

Podendo surgir em diferentes colorações, intensidade, estrutura e causas, as olheiras são classificadas em:

 

    Vasculares: azuladas, arroxeadas ou avermelhadas, são causadas pela má circulação do sangue após noite mal dormidas e em pessoas com a pele da região fina e clara.

    Pigmentares: comuns em pessoas com a pele negra, suas manchas marrons podem aparecer ao redor dos olhos pelo excesso de melanina.

    Profundas: motivada pela de falta de volume na região ocular, é comum em pessoas com o globo ocular mais profundo, com a perda excessiva de peso e até por envelhecimento.

    Mistas: motivada pela junção de mais de uma das causas já apontadas nos tipos anteriores, é a olheira mais comum.

-       Tratamentos

Se a olheira é persistente e gera desconforto, significa que está na hora de procurar um profissional. Veja como tratar de acordo com cada categoria.

    Vasculares: tratamentos para melhorar a circulação do sangue, destruir pigmentos para clarear a região e aumentar a "densidade" da pele para diminuir sua transparência.

    Pigmentares: intervenções para despigmentar a região das manchas amarronzadas.

    Profundas: procedimentos para clareá-las, devolvendo o volume perdido na região para tirar o aspecto de olho fundo.

    Mistas: tratamentos específicos para atacar todas as causas do aparecimento das olheiras.

Com um mercado de beleza crescente através de novas tecnologias, e receitas para a área, o especialista irá definir o tipo de olheira e prescrever o tratamento mais adequado. 

-       Como prevenir

Para olheiras que não são genéticas, apostar em novos hábitos saudáveis para incluir na rotina, como:

    Dormir 8h por noite

    Reduzir o sal

    Diminuir o álcool

    Hidratar a área dos olhos

    Usar filtro solar

    Evitar o cigarro

    Evitar coçar a região dos olhos

    Retirar a maquiagem antes de dormir

    Fazer exercícios físicos e ter uma boa alimentação

É verdade que quem tem óculos tem mais chances de ter olheiras? 

Dúvida muito frequente de quem usa ou vai começar a usar óculos, especialistas apontam que a armação pode ser um fator de proteção para uma piora das olheiras, já que protege a pele do sol e, consequentemente, diminui a chance do aumento de melanina na região.